Por que usamos a palavra “pirata” para coisas falsificadas?

Um dos primeiros registros da expressão é em um documento inglês do século 17, referindo-se a “piratas de palavras, ou seja, ladrões que copiavam conteúdo escrito. Hoje em dia, pirataria é o roubo do direito autoral, a cópia exata e não autorizada do original, geralmente em filmes, softwares, livros etc… Mas também existe o produto falsificado, que é diferente do pirata, que é a imitação de calçados, bolsas, perfumes e outros, vendida por um preço bem menor do que a dos originais.

“Mesmo que seja parecido, o falsificado não é igual ao verdadeiro. Já o pirata é exatamente igual, mas viola os direitos autorais”


explica especialista em marketing e comportamento do consumidor e professor da universidade Mackenzie e da PUC-SP

porque usamos a palavra pirata para coisas falsificadas

Créditos: Mundo estranho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.