Quem inventou o micro-ondas?

Foi por causa de uma barra de chocolate que nós temos um micro-ondas. Eles são ondas eletromagnéticas de alta frequência, como as de rádio. Em 1939, o físico americano Albert Wallace Hull criou um equipamento gerador de micro-ondas para radares de longo alcance chamado magnétron. Certo dia de 1946, o engenheiro eletrônico americano Percy Lebaron Spencer saiu de casa com uma barra de chocolate no bolso da calça. Ele era diretor da fabrica de sistemas eletrônicos Raytheon e estava testando um magnétron em seu laboratório. De repente, sentiu uma sensação estranha no bolso (era o chocolate derretido no bolso!). Spencer desconfiou que as micro-ondas do aparelho é que geravam calor, mesmo não tendo sentido nenhum aumento de temperatura. Percebeu que, por estar no bolso da calça, o chocolate havia ficado bem próximo das ondas  que escapavam do tubo de magnétron.

No dia seguinte, Spencer resolveu fazer um novo teste. Comprou milho de pipoca e colocou o pacote na frente do tubo. Não demorou muito para as pipocas começarem a estourar. O engenheiro percebeu que não sentiria calor por que não ficara de frente para o mgnétron.

Magnétron
Magnétron

Como Spencer tinha dado suporte a 120 outras patentes, ele não deixou a experiência parar por aí. Ele colocou um ovo cru dentro de uma tigela com um buraco na lateral, voltado para o magnétron. Um dos assistentes de Spencer resolveu olhar o que havia dentro do pote e viu o ovo explodir bem no seu rosto. Spencer percebeu que o ovo tinha cozinhado de dentro para fora e a casca se quebrara devido a pressão. A partir daí, o engenheiro parou de trabalhar com radares e tratou de desenvolver um forno que tirasse o máximo proveito das micro-ondas.

Em 1946, a Raytheon  patenteou o processo de cozinhar por micro-ondas. No ano seguinte, a indústria apresentou o primeiro forno de micro-ondas comercial, o Radar Range. O primeiro aparelho tinha 1,68m de altura, pesava 340 quilos e custava aproximadamente 5.000 dólares

radar range
radar range

Era arrefecido à água e produzia 3 mil watts, quase 3 vezes mais que a quantidade de radiação produzida pelos micro-ondas de hoje em dia. Só a partir de 1953, o micro-ondas ganhou uma cara de eletrodoméstico e passou a ser fabricado também por outras empresas. Menor, também já cabia dentro de cozinhas convencionais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.