Notícia: BRAMON registra reentrada do satélite Starlink-32 sobre São Paulo (13/09/2020)

As imagens foram gravadas às 23:03 dessa sexta, 11 de setembro (12/09/2020 02:03 UT) nas estações RCP2 e RCP3 administradas pelo Renato Poltronieri em Nhandeara, São Paulo. Além disso, a reentrada também foi registrada por uma câmera do Clima ao Vivo em Monte Azul Paulista, e pelo internauta Fernando Palhares, de Jales, também de São Paulo. 

A partir das imagens registradas em Nhandeara e Monte Azul Paulista, a BRAMON calculou a trajetória dos detritos na atmosfera. As imagens, entretanto não mostram o início nem o fim da trajetória, uma vez que essas câmeras são programadas para não gravarem objetos se movendo lentamente, como o que ocorre em reentradas. Quando iniciou a gravação, o satélite já estava completamente fragmentado, passando sobre Paranaíba, Mato Grosso do Sul. Os fragmentos seguiram lentamente na direção sudeste. A gravação foi interrompida quando eles passavam sobre o município paulista de Lins.

Trajetória Calculada para os Fragmentos – Créditos: BRAMON

A trajetória calculada para a trilha de detritos é totalmente compatível com a esperada para o satélite Starlink-32, cuja reentrada estava prevista para às 22:34 com margem de erro de 1 hora, segundo a previsão de Joseph Remis, especialista em cálculos de reentradas.

O Starlink-32 é um satélites da Constelação Starlink da SpaceX. Ele foi lançado em 24 de maio de 2019.

Depois de colocado em órbita, o Starlink-32 passou a apresentar problemas e foi manobrado para reentrar na atmosfera, o que ocorreu sobre o Brasil, na noite de sexta, 11 de setembro.

Com apenas 227 Kg, os satélites Starkink são muito frágeis, compostos basicamente de uma fina estrutura metálica que abriga seus instrumentos e grandes painéis solares. Dessa forma, provavelmente grande parte de sua estrutura foi completamente desintegrada durante a reentrada na atmosfera. Apenas três pequenos propulsores iônicos com cerca de 10cm, que são feitos com material um pouco mais resistente, pode não ter sido desintegrada. Ainda assim, são peças muito pequenas e não trazem qualquer risco para a população em solo.

Fonte: http://www.bramonmeteor.org/bramon/bramon-registra-reentrada-do-starlink-32-sobre-sao-paulo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.