Ciência do Amanhã

História da Estátua da Liberdade

Clique aqui para ouvir o texto

A Estátua da Liberdade, também chamada de Liberdade Iluminando o Mundo, foi proposta por um historiador francês chamado Édouard de Laboulaye em 1865 como um presente da França aos Estados Unidos como um símbolo do governo democrático e dos ideais do Iluminismo, bem como uma celebração da vitória da União na Guerra Civil Americana e da abolição da escravatura. Uma algema e uma corrente quebradas estão ao pé direito da estátua. A corrente desaparece sob as cortinas, apenas para reaparecer na frente de seu pé esquerdo, com o elo final quebrado. No entanto, embora a manilha quebrada seja uma imagem poderosa, o significado por trás dela ainda não era uma realidade para os afro-americanos.

 Édouard de Laboulaye
 Édouard de Laboulaye

O povo francês financiou a estátua e o povo americano pagou pelo pedestal. Os trabalhos começaram na França em 1875 sob o escultor Frédéric-Auguste Bartholdi. Quando o dinheiro entrou, Bartholdi supervisionou a construção da estátua no armazém da Gaget, Gauthier & Co.

Frédéric-Auguste Bartholdi
Frédéric-Auguste Bartholdi

A estátua foi construída com folhas de cobre, moldadas à mão e montadas sobre uma estrutura de quatro gigantescos suportes de aço, projetados por Eugène-Emmanuel Viollet-le-Duc. Quando Eugène morreu, Bartholdi recorreu a Alexandre-Gustave Eiffel.

 Eugène-Emmanuel Viollet-le-Duc
Eugène-Emmanuel Viollet-le-Duc
Alexandre-Gustave Eiffel
Alexandre-Gustave Eiffel

Em 1885 a estátua de 46 metros de altura e pesando 225 toneladas, foi desmontada e enviada para Nova York, a base da estátua só terminaria em abril de 1886, após uma campanha por contribuições liderada pelo jornalista imigrante Joseph Pulitzer e inaugurada em 28 de outubro de 1886. Édouard de Laboulaye faleceu em 1883 e não viu sua dedicação.

O pedestal, projetado pelo arquiteto americano Richard Morris Hunt e construído dentro das paredes de Fort Wood na Ilha de Bedloe, foi concluído mais tarde. A estátua, montada em seu pedestal, foi dedicada pelo presidente Grover Cleveland em 28 de outubro de 1886. Ao longo dos anos, a tocha passou por várias modificações, incluindo sua conversão para energia elétrica em 1916 e seu redesenho em meados da década de 1980, quando a estátua foi reparada e restaurada por trabalhadores americanos e franceses para uma celebração do centenário realizada em julho de 1986. O local foi adicionado ao patrimônio da UNESCO em 1984.

Grover Cleveland
Grover Cleveland
 Richard Morris Hunt
Richard Morris Hunt

A estátua foi inicialmente administrada pelo Conselho do Farol dos EUA, já que a tocha iluminada era considerada um auxílio de navegação. Como Fort Wood ainda era um posto operacional do Exército, a responsabilidade pela manutenção e operação da estátua foi transferida em 1901 para o Departamento de Guerra. Foi declarado monumento nacional em 1924, e em 1933 a administração da estátua foi colocada sob o Serviço Nacional de Parques. Fort Wood foi desativado em 1937, e o resto da ilha foi incorporada ao monumento. Em 1956, a Ilha de Bedloe foi rebatizada de Ilha da Liberdade e, em 1965, a ilha Ellis, que já foi a principal estação de imigração do país, foi adicionada à jurisdição do monumento, elevando sua área total para cerca de 24 hectares. Exposições sobre a história da Estátua da Liberdade, incluindo a tocha original da estátua de 1886, estavam contidas na base da estátua até 2018, quando foram transferidas para o Museu da Estátua da Liberdade.

Clique no vídeo para ouvir o texto:

Fonte: https://www.britannica.com/topic/Statue-of-Liberty

https://www.nps.gov/stli/learn/historyculture/abolition.htm

https://whc.unesco.org/en/list/307/

https://www.nps.gov/stli/learn/historyculture/fr%C3%A9d%C3%A9ric-auguste-bartholdi.htm

https://www.britannica.com/biography/Frederic-Auguste-Bartholdi

https://lemelson.mit.edu/resources/frederic-auguste-bartholdi

https://www.nps.gov/stli/learn/historyculture/eugene-viollet-le-duc.htm

https://www.pulitzer.org/page/biography-joseph-pulitzer

https://whc.unesco.org/en/list/307

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: