Como funciona a ciência?

Você chega em casa, cansado da escola, faculdade ou trabalho, e decide ligar a televisão. Ao apertar o botão, no entanto, nada acontece. Imediatamente, começa a formular hipóteses que expliquem o porquê da TV não estar ligando.

Primeira hipótese: ela não está conectada à tomada. Você, então, observa o cabo de alimentação e vê que ele está em seu devido lugar. Assim, a primeira hipótese foi refutada.

Segunda hipótese: está faltando energia elétrica. Para testar sua nova hipótese, você aperta o interruptor de luz ou tenta ligar algum aparelho elétrico. Você observa que não há problemas com a energia elétrica, e sua segunda hipótese também é refutada.

Parabéns! Você pode não ter descoberto o motivo da sua TV não estar funcionando, mas aplicou o método científico em uma situação do dia a dia.

A ciência está em todas as coisas que usamos. É graças a ela que nós temos todos os objetos tecnológicos, remédios e vivemos em uma sociedade moderna, mas nem todas as pessoas sabem como ela funciona.

Vivemos em uma sociedade dependente da ciência e da tecnologia, mas que não sabe quase nada disso.

Carl Sagan
  1. Faça uma pergunta.
  2. Crie uma hipótese (pegar muitas informações sobre o assunto que possa explicar sua pergunta).
  3. Para provar sua hipótese, faça uma experiência controlada para que fatores externos não influenciem os resultados (a experiência precisa ser capaz de ser feita por qualquer outro cientista).
  4. Repita várias vezes a mesma experiência para ter certeza de que aquele resultado está totalmente correto.
  5. Pegue os dados da experiência e faça a análise. Ela pode provar sua hipótese ou não. Caso não prove, a hipótese precisa ser mudada para se encaixar nos resultados dos experimentos.
  6. Você precisa publicar o trabalho científico. Esse trabalho deve descrever exatamente a pergunta, a hipótese, os dados do experimento e, além disso, mostrar como isso prova ou não sua hipótese (seu artigo passa por uma revisão por outros cientistas da mesma área que a sua, isso normalmente é feito de acordo com um método chamado “duplo cego” – ou seja, as pessoas que estão revisando o artigo não sabem de quem é o trabalho, e o cientista que submeteu o artigo não sabe quem o está avaliando, isso é chamado de “Revisão por Pares”).

Depois de publicado, o artigo ainda está sujeito às críticas da comunidade científica, e é justamente essa a ideia, que todo mundo consiga interpretar seu trabalho, ver o que você fez, criticar, sugerir novas ideias e replicar o seu trabalho para ver se você realmente tinha razão.

Com o tempo, novas descobertas na área vão mudando, pois nada na ciência está finalizado. Tudo que se sabe está em constante mudança, pois novos estudos podem mudar o que se sabia no passado, melhorá-las ou mesmo desmenti-las completamente. A ciência está sempre evoluindo e melhorando, e a verdade de hoje pode virar mentira amanhã. Somente as teorias e leis mais bem fundamentadas se mantém em pé por séculos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.