Ciência do Amanhã

Laboratório de Biossegurança Nível 3, do ICB, começa a funcionar em fevereiro (26/01/2022)

Clique aqui para ouvir o texto

O Laboratório de Biossegurança Nível 3 (NB3), do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG, que se destina a pesquisas com vírus, bactérias, fungos e outros microrganismos causadores de doenças transmitidas pelo ar,  entrará em operação no próximo mês.

Certificado pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), o NB3 também é chamado de laboratório de contenção. O sistema oferece o nível de segurança necessário para acelerar estudos com microrganismos potencialmente ameaçadores para a sociedade, como o vírus Sars-CoV-2, causador da covid-19.

Com área de aproximadamente 100 metros quadrados, que abriga uma sala principal e três laboratórios, o NB3 é equipado com portas automatizadas, pressão negativa, vestiário e autoclave para descontaminação de resíduos gerados durante os experimentos. É também o único de Minas Gerais com biotério – espaço para manutenção de animais de experimentação.

Esse diferencial é importante, especialmente num momento de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. “Todos os projetos de vacina têm de ser desenvolvidos primeiramente em modelo animal. E os procedimentos necessários para isso precisam ser realizados em laboratório padrão NB3”, explica o professor Renato Santana, do Departamento de Genética, Ecologia e Evolução, subcoordenador da nova infraestrutura. Trata-se, segundo ele, da “primeira etapa do desenvolvimento de vacinas e antivirais para qualquer patógeno”.

A operação do NB3 é fiscalizada pela Comissão de Biossegurança do ICB, e só  poderá trabalhar no local quem for aprovado em curso específico e usar dispositivos e equipamentos de proteção individual apropriados. Além disso, os pesquisadores e técnicos são supervisionados por especialistas em microbiologia, com conhecimentos e experiência no manejo desse tipo de agente patogênico.

Mais do que um ganho para a saúde pública, o laboratório NB3 é muito importante para qualquer universidade, diz Santana. Ele baseia sua avaliação no fato de que a possibilidade de conter ou evitar um acidente biológico durante as pesquisas pode viabilizar respostas mais rápidas e mais eficientes no desenvolvimento de vacinas e de medicamentos para doenças que matam muitas pessoas no mundo.

O acesso ao NB3 está disponível a todos os pesquisadores habilitados, da UFMG e de outras instituições de ensino e pesquisa, mediante cumprimento de uma série de etapas e compromissos. O primeiro passo é submeter o projeto de pesquisa à comissão gestora. Se aprovado, toda a equipe será treinada, e os aprovados serão autorizados a agendar seus horários de uso.

Clique no vídeo para ouvir o texto:

Fontes: https://ufmg.br/comunicacao/noticias/laboratorio-de-biosseguranca-nivel-3-do-icb-comeca-a-funcionar-em-fevereiro

https://www.icb.ufmg.br/rss/3129-laboratorio-para-pesquisas-com-microrganismos-perigosos-comeca-a-funcionar-na-ufmg


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: